Vendas de pesticidas na UE diminuem 6% em 2019

O volume de pesticidas vendidos em 2019 na União Europeia (UE) diminuiu 6% face a 2018, sendo vendidas pouco mais de 333 mil toneladas, revela o Eurostat. Entre 2011 e 2018, as vendas rondaram as 350 mil e as 370 mil toneladas por ano.

Em termos de categorias vendidas, os “fungicidas e bactericidas” foram os mais vendidos, correspondendo a 40% das vendas. Além disso, os “Herbicidas” alcançaram 33% e os “Inseticidas e Acaricidas” equivaleram a 13% das vendas.

No geral dos 18 estados-membros analisados, a venda entre 2011 e 2019 decresceu 10,2%. Numa análise por países, apenas 4 estados-membros (Alemanha, Espanha, França e Itália) atingiram volumes recorde de vendas no total. 12 dos 18 estados-membros (em que dados estão disponíveis) diminuíram as suas vendas entre 2011 e 2019. Portugal foi o terceiro país com a maior queda (-30%), só superado por Itália e Dinamarca, este último que desceu 42%.

O maior crescimento de vendas de pesticidas foi registado no Chipe (+101%) e Letónia (+54%), assim como na Áustria (+44%) e na Polónia (+11%).