UE pretende incentivar a reciclagem

Na União Europeia (UE), reciclam-se menos de 40% dos resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos.

Os dispositivos eletrónicos e os equipamentos elétricos definem a vida moderna: desde as máquinas de lavar roupa aos os aspiradores, passando pelos smartphones e os computadores, é difícil imaginar a vida sem eles. Mas os resíduos que geram tornaram-se um obstáculo aos esforços da UE para reduzir a sua pegada ecológica.

O que são os resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos?

Os resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos incluem uma vasta gama de produtos diferentes que são deitados fora após serem utilizados.

Os grandes eletrodomésticos, como as máquinas de lavar roupa e os fogões elétricos, são os mais recolhidos, constituindo mais de metade de todos os resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos recolhidos.

Seguem-se os equipamentos informáticos e de telecomunicações (portáteis, impressoras), os equipamentos de consumo e os painéis fotovoltaicos (câmaras de vídeo, lâmpadas fluorescentes) e os pequenos eletrodomésticos (aspiradores, torradeiras).

As restantes categorias, como as ferramentas elétricas e os dispositivos médicos, representam, no total, apenas 7,2 % dos resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos recolhidos.

Taxa de reciclagem dos resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos na UE

Menos de 40 % de todos os resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos na UE são reciclados e os restantes não são triados. As práticas de reciclagem variam entre os Estados-Membros: em 2017, a Croácia reciclou 81,3 % de todos os resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos, enquanto Malta apenas reciclou 20,8 %.

Porque é necessário reciclar os resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos?

Os equipamentos elétricos e eletrónicos descartados contém materiais potencialmente nocivos que poluem o ambiente e aumentam os riscos para as pessoas envolvidas na reciclagem de resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos. Para resolver este problema, a UE adotou legislação destinada a impedir a utilização de alguns produtos químicos, como o chumbo.

Muitos minerais raros que são necessários nas tecnologias modernas são oriundos de países que não respeitam os direitos humanos. Para evitar apoiar inadvertidamente conflitos armados e violações de direitos humanos, os deputados europeus adotaram regras que exigem que os importadores europeus de minerais raros efetuem verificações dos antecedentes dos seus fornecedores.

O que está a UE a fazer para reduzir os resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos?

Em março de 2020, a Comissão Europeia apresentou um novo plano de ação para a economia circular que define a redução dos resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos como uma das suas principais prioridades. A proposta define especificamente os objetivos imediatos, como o “direito à reparação” e a melhoria da reutilização em geral, a introdução de um carregador universal e a criação de um sistema de recompensas para incentivar a reciclagem de equipamentos elétricos e eletrónicos.