UE assina acordo com Noruega e Reino Unido

A União Europeia (UE), a Noruega e o Reino Unido assinaram ontem, 16 de março, um acordo trilateral sobre os limites de pesca para este ano. De acordo com o comunicado divulgado, o tratado “promove uma gestão sustentável da captura de peixes, incluindo o bacalhau, para garantir o futuro a longo prazo da indústria pesqueira”. A expectativa é que, dentro do limite de pesca acordado, a atividade garanta cerca de 215 milhões de euros ao Reino Unido.

Das populações de peixe no Mar do Norte que são geridas conjuntamente com a UE e a Noruega, cinco foram fixadas de acordo com o nível de capturas recomendado pelo Conselho Internacional de Exploração do Mar (CIEM). Desta forma, haverá diminuição na pesca de bacalhau (-10%), escamudo (-25%) e arenque (-7,4%), em comparação com 2020, para que as espécies possam recuperar. No entanto, haverá aumento na pesca da arinca (+ 20%) e do badejo (+ 19%).

Desde 1980 que a questão da pesca no Mar do Norte era resolvida através de acordo bilateral de cooperação entre a UE e a Noruega. No entanto, com a concretização do Brexit no ano passado, a situação tornou-se mais situação complexa. Este acordo resolve assim um impasse que existia, visto que pescadores europeus e noruegueses estavam sem poder aceder às zona de captura britânicas.