Arranca campanha “Uma Dieta Sem Plásticos”

A informação e a sugestão de dicas e de propostas de ação para reduzir a presença de plásticos no dia a dia são os objetivos da campanha europeia que se inicia hoje destinada a aumentar o conhecimento sobre os perigos escondidos nos produtos de plástico usados no quotidiano.

Até 13 de junho decorre a campanha europeia “NonHazCity Plastic Diet / Dieta Sem Plásticos — O Impacto do Plástico na Nossa Saúde” apenas nas redes sociais.

A campanha pretende impulsionar a mudança de comportamentos de consumo com o objetivo de reduzir a emissão de substâncias perigosas de produtos.

A iniciativa não se foca apenas na necessidade de reduzir as quantidades de plástico, mas olha mais especificamente para a composição dos diferentes materiais e quais podem ser as alternativas mais seguras. Pretende também desafiar os consumidores a testar os seus conhecimentos através de pequenos inquéritos e a fazer uma avaliação da sua casa.

A campanha integrará também o apelo ao uso da aplicação Scan4chem, que está disponível em português e permite aos consumidores solicitar informações aos fabricantes sobre a presença de substâncias perigosas nos seus produtos. “Uma Dieta Sem Plásticos” é um evento integrado na Semana Verde da União Europeia e envolve a Alemanha, a Estónia, a Finlândia, a França, a Grécia, a Letónia, a Lituânia, a Polónia, Portugal, a Sérvia, a Suécia e a Rússia.

A campanha incide sobre os plásticos porque muitos dos que são hoje utilizados podem prejudicar o ambiente, mas também a saúde humana já que muitos plásticos resultam da mistura de polímeros obtidos de combustíveis fósseis com um conjunto variado de aditivos. O Projeto LIFE AskREACH foi pensado para promover o conhecimento dos cidadãos sobre os seus direitos à informação sobre a presença de substâncias de suscitam elevada preocupação nos artigos que compram.

De 3 de maio a 13 de junho serão disponibilizados conselhos, informação e propostas de ação sobre como reduzir a presença de plásticos no nosso quotidiano Esta campanha foca-se na redução do uso, mas também na promoção do conhecimento sobre os possíveis impactos na saúde e como os evitar. Alguns produtos feitos em plástico, muito por causa dos aditivos, podem representar um risco para a saúde e para o ambiente.